google-site-verification=jaeWOb95hvQ1OF0HK60c4sQcX2Sc4FL94NIXuaZICBc

BAIXAR TESE

PRÊMIOS: 
 

- Graduada com Dignidade Acadêmica, Magna cum laude, UFRJ.
- Menção Honrosa, II Encontro de Ciências e Cognição.

- Melhor Trabalho do Centro de Ciências da Saúde, XXXIV Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural - UFRJ
- Menção Honrosa. Prêmio Juarez Aranha Ricardo, SBNeC
- Melhor Trabalho da sua Sessão, XXXIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ.
- Menção Honrosa., II Semana da Graduação em Biofísica da UFRJ.

Currículo científico: Doutora em Neurociências pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Programa de Ciências Morfológicas, ICB/IDOR (2015-2019). Bolsista do CNPq. Graduada pela UFRJ em Ciências Biológicas: Biofísica, com ênfase em Biofísica dos Sistemas (2014). Pulou o Mestrado. Colabora nas linhas de pesquisa do Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) desde 2011, sendo quatro anos como aluna de Iniciação Científica e quatro anos como aluna de Doutorado. Fez dois anos de Iniciação Científica no Laboratório de Neurofisiologia II da Biofísica (Bolsista CNPq). Cursou dois anos de Astronomia na UFRJ (2009-2011). Tem experiência na área de Neuroimagem, com ênfase em Neurociência Computacional, das Emoções de da Música. Trabalha com as linguagens de programação Matlab e R. Atualmente é pesquisadora pos-doc do IDOR-RJ.

Currículo artístico: Julie Wein é cantora, compositora, atriz, instrumentista e doutora em neurociências. Em 2019 lançou o single/clipe “Beiral da Porta” que está entre as TOP 30 da playlist das Melhores da MPB no Spotify. O lançamento do seu álbum inteiramente autoral "Infinitos Encontros" tem data marcada para dia 17 de abril pela Biscoito Fino. O repertório leva o público para um passeio pela valsa, pelo samba pela bossa nova e por baladas românticas. Julie apresenta, em versão solo, vislumbres do álbum que recebe participação especial de Ed Motta, e músicos como Marcelo Caldi, Marco Lobo, Pedro Franco e Jorge Helder e produção musical do violonista Victor Ribeiro. Estreou como protagonista no teatro aos 14 anos na peça O Diário de Anne Frank no Teatro Regina Vogue. Hoje atua no teatro e teatro musical no Rio de Janeiro tendo como principais trabalhos: “Dois Amores e um Bicho”, “Contra o Vento – um musicaos”, “Edypop”, “Brilho da Noite” e “A Lenda do Vale da Lua”. É pesquisadora pos-doc do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino. Investiga os mecanismos pelos quais o cérebro processa a informação musical.

DADOS PESSOAIS

 

 

Idade: 28 (08/10/1991) 

Cidade natal: Curitiba

Cidade atual: Rio de Janeiro

DRT: 28.145 / PR

OMB: 19.680

    Apresenta-se desde 2014 em centros culturais e casas como Beco das Garrafas, TribOz, Centro Cultural Carioca, Casa do Choro (RJ) e Conservatório de MBP de Curitiba (PR). Forma um duo com o violonista Pedro Franco e um duo com o pianista Gabriel Geszti. Tem também um show de MPB, Samba e Bossa Nova em formação de quarteto.

 

Em 2016 apresentou-se na Europa como cantora convidada do Festival Internacional Festina Lente ao lado do guitarrista Marcelo Machado e em em casas de show de Barcelona (Guzzo e Fizz). Participou dos arranjos de Mario da Silva a convite de Renato Piau no CD "Parte de Mim".

 

    Gravou uma participação especial a convite de Robertinho Silva no CD Nascimento das Canções em homenagem a Milton Nascimento ao lado dos músicos Yamandu Costa, Carlos Malta, Bárbara Barcellos, Robertinho Silva e Alexandre Ito. É assistente de Felipe Habib no Studio 88.

 

Principais atuações no Teatro e Teatro Musical:

Dois Amores e Um Bicho (2017) – SESC Copacabana – atriz e musicista (piano e violoncelo);

 

Contra o Vento – um musicaos (2015-17) – CCBB RJ, Brasília e BH – cantora, atriz e instrumentista (piano, baixo e violoncelo);

 

Edypop (2014) – Teatro Sérgio Porto e Espaço Cultural Escola SESC – cantora, atriz e pianista substituta;

 

Brilho da Noite (2014-15) – SESC Copacabana e Teatro Café Pequeno  – cantora e tecladista;

 

A Lenda do Vale da Lua (2015-16) – (direção e dramaturgia de João das Neves, músicas de Chico César) – Oi Futuro Flamengo – atriz, cantora e instrumentista (acordeon e violoncelo).

 

Pai (2017) – (Texto: Adriana Falcão e Luiz Estellita Lins. Direção:  Cássia Villasbôas) – SESC Copacabana – preparação vocal “Help”.

 

Dez dias que abalaram o mundo (2017) – (Texto: John Reed. Direção: Luiz Fernando Lobo) – Companhia Ensaio Aberto (Armazém da Utopia) - preparadora vocal.

 

Ayrton Senna - o musical (2017) – (Texto: Claudio Lins e Cristiano Gualda. Direção: Renato Rocha) - Teatro Riachuelo - manutenção vocal.

Formação:

 

Doutora na UFRJ em Neurociências Cognitivas. Graduada em Biofísica pela UFRJ com especialização em Neurociências das Emoções e da Música.

Estudou com Romildo Weingartner e Iura Ranevsky (violoncelo), Gabriel Gezsti, Analaura de Souza Pinto e Rafael Vernet (piano), Marcelo Caldi (acordeon), Marcelo Rodolfo, Amelia Rabello e Felipe Habib (canto), Bernardo Ramos (prática de conjunto), Itiberê Zwarg (Oficinas de Música Universal).

Integrou diversos corais na infância e adolescência, como Brasileirinho, Sion e Curumim. No teatro teve como mentores o ator Luis Melo ( "O Ator Criador") e Clarisse Abujamra ("Corpo, voz e Pensamento"). Na adolescência, integrou por quatro anos o grupo de teatro amador Encena Sion. Estudou cinema com Luciano Coelho ("Roteiro para Cinema") e Tom Lisboa ("História do Cinema").

Foi bolsista da Escola Jaime Axôra de Ipanema, possui fluência nos ritmos de dança de salão (Salsa, Zouk, Tango, Bolero, Gafieria e Forró).

Estuda Técnica de Alexander com Gabriela Geluda (corpo e voz). Tem seu trabalho corporal desenvolvido por Rocio Infante (Consciência do Movimento e Dança Contemporânea; Faculdade Angel Vianna).

 

© 2016 by JULIE WEIN. Created with Wix.com

Fotos: Helena Cooper